Segunda-feira, 9 de Maio de 2005

Solilóquio…

Bem, tem razão o pobre do Santana em dizer que gosta do estilo de governação do Sócrates…

Na verdade a diferença é mínima, a história do Ministro que diz e é prontamente desmentido pelo seu Primeiro Ministro, foi uma prática corrente na governação do Pedro, já houve outras e nem três meses de governo temos.

Se bem se lembram foram essas confusões que ditaram a sua demissão, o Presidente da República nessa altura invocou essas mesmas para tomar tão credível decisão, acompanhado em coro pela nossa sempre isenta comunicação social e os partidos da esquerda portuguesa.

O mais interessante é que é preciso o nosso sempre viperino Prof. Marcelo lhe fazer referência para que o povo se comece a interrogar sobre os podres do poder instituído.

Convenhamos eu também não gostava dele, do Pedro, claro, mas gostaria de uma vez por todas que, aproveitando as palavras do George, que: “Não houvesse animais mais iguais do que outros…”

Estranha-se ainda o facto do nosso Primeiro estar calado, os versos do António Aleixo, são inspiradores, eu sei, mas não devemos esquecer aquela máxima popular de que “quem cala consente” e de quem “não sente não é filho de boa gente”.

Claro que ele não sente nada, já que os únicos a sentir alguma coisa somos nós e a onda Rosa que varreu este País ainda nos vai trazer muitos amargos.

Bem para falar verdade também me deixa preocupada a Onda Laranja, têm um chefe de partido que para além de ser pequenino, fez escola nas pistas do Ateneu e leu Maquiavel como ninguém.

No entanto depois das batalhas perdidas com o Isaltino e com o Major, deveria mesmo era repensar a sua estratégia e de uma vez por todas entrar nos comerciais dos M&M’s, davam menos dor de cabeça e ficávamos todos mais felizes.

Os meus parabéns apenas a uma pessoa, com eles no lugar: o Jorge Coelho, que disse, que o referendo sobre a questão do aborto, deveríamos esquecê-lo e ser a Assembleia a legislar. Concordo plenamente com ele, apenas estranho o facto do PR e do partido do Governo não terem aproveitado a deixa e fazerem o trabalho de casa, de uma vez por toda ficávamos com o problema resolvido e sem as trapalhadas de uma consulta que para além de não servir de nada, só para gastar dinheiro, vai empurrando o assunto “ad eternum” para as nossas mãos. Aderimos à União Europeia a ao Euro sem sequer nos consultarem e agora querem fazer um sobre o aborto?

Se calhar e em opinião contrária ao que vai por aí a nossa Lei Constitucional deveria permitir dois referendos ao mesmo tempo e para que os portugueses não tivessem quaisquer dúvidas sobre a pergunta, esta seria apenas uma:

“Concorda com o aborto da Constituição Europeia?”

publicado por McClaymore às 13:07
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Translate this blog to English

powered by Google