Sábado, 23 de Outubro de 2004

Portugal dos pequeninos...

A Lique tem toda a razão em dizer que não quer nenhum país a servir de polícia do mundo, ainda por cima governado por um imbecil. Concordo perfeitamente com ela.

Ontem o meu filho perguntou-me se o Kerry ganhar o que é que muda. Comecei por lhe fazer uma análise mais consistente do problema global que é a política do governo americano. Expliquei-lhe que o que ainda me confunde e que ninguém ainda compreendeu, salvo raras excepções, Portugal é o único País nesse mundo fora que muda a sua postura internacional todas as vezes que temos novo governo. As linhas condutoras dos nossos políticos dependem sempre do estado em que se encontram: oposição ou poder.

São incapazes de concluir algum projecto em termos nacionais, quanto mais a nível internacional. A arrogância de quem está no governo é apenas comparada a bestas de carga em que apenas se lhes permite ver em frente, manobradas por umas rédeas soltas e que lhes deixa olhar de vez em quando para o próprio umbigo. Aqueles que tentam mudar um pouco as coisas, normalmente, e infelizmente, desistem pelo cansaço de tentar que a manada os siga.

Quanto aos Estados Unidos o caso muda de figura. Aqui contam os interesses do país e não os interesses individuais de quem está no poder, nem as suas linhas políticas, os democratas e os republicanos poderão não ter as mesmas ideias de como se conduz o País internamente, mas continuarão na mesma linha de controlar o poder a nível mundial.

Mesmo que alguma coisa venha a mudar podemos colocar uma série de cenários: o Bush ganha, tudo vai continuar na mesma, os países da OPEP vão continuar a puxar os preços do petróleo para cima, de forma a que, quando o Iraque começar a vender a sua produção eles já tenham conseguido aumentá-lo o suficiente para que não baixe mais. É essencial que todo o dinheiro que conseguirem agora, continue a jorrar e a alimentar o fausto de alguns, o poder militar de outros, no fundo e seguindo o exemplo dos políticos portugueses: “o povo que se lixe, logo que os nossos rendimentos continuem iguais.”

Cenário dois, o Kerry ganha, há um aumento significativo de vendas de maionese e de ketchup. A Microsoft e a Coca-Cola, vão à falência porque os países árabes e Portugal, deixaram de comprar os seu produtos. Os soldados americanos, depois das eleições, abandonam o Iraque à sua sorte. O Irão e os radicais do islamismo tomam conta do país, Israel fica cada vez mais isolado, a OPEP continua a aumentar os preços. O Santana Lopes na sua ânsia de fazer buracos encontra petróleo e os nossos problemas ficam resolvidos. O PS ganha as eleições e manda retirar a GNR do Iraque, para nos defender da próxima invasão por parte dos americanos, aliados aos espanhóis que querem tomar de assalto as nossas reservas petrolíferas.

Portugal e os portugueses, eu incluído devemos ter em conta o seguinte, não representamos qualquer contra poder a nível internacional. Mesmo em bicos de pés a nossa opinião não conta. Infelizmente temos que viver com esse estigma e na certeza que ganhe quem ganhar nos E.U.A. continuamos pequeninos e sem qualquer influência na condução do xadrez mundial. Admiro alguns dos nossos políticos que esbracejam contra o Bush e contra a sua política mas são incapazes de lidar com os problemas nacionais. Eu tenho uma pergunta que gostaria de deixar e que ainda ninguém me conseguiu responder: O Mayor de Nova Iorque tem mais habitantes, mais departamentos, mais polícias, mais bombeiros, mais soldados, etc., para gerir do que o primeiro-ministro de Portugal. Ele consegue fazê-lo. Não está na hora de nós lhe pedirmos para ele se candidatar por cá?

publicado por McClaymore às 15:36
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 28 de Outubro de 2004 às 17:45
olha olha, ainda não tinha visto isto de cara nova! mt bem :)))
upsss, pois... já não te visitava há alguns dias ehehehee
mas estive agora a ler com muita atenção e concordo ctg, somos de facto tão pequeninos e não nso conseguimos organizar de maneira nenhuma. se até numa escolinha é difícil seguir o projecto curricular de escola já podes ver! mas já os romanos diziam que os lusitanos eram um povo estranho que não se deixava governar nem se governava...pandora
(http://pandora.blog.simplesnet.pt)
(mailto:pandora@simplesnet.pt)
De Anónimo a 25 de Outubro de 2004 às 10:32
Ora nem mais...eu vou contigo fazer o pedido formal.
Beijocasinconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2004 às 15:22
Meu querido amigo, eu não tenho dúvidas quanto à nossa pequenez... tanto como país como em termos de concepções políticas e outras. Mas não é por isso que eu não quero países a fazerem de polícias do mundo. É porque há outros países, outros povos, outras culturas que eu respeito e que não quero debaixo da pata de ninguém... ou se tiver que ser de alguém, que seja um problema para esses povos resolverem. Queres que considere a guerra do Iraque uma guerra com alguma justificação a não ser os interesses dos grandes grupos americanos? Por Deus... eu até podia ter alguma admiração pela "inocência" e "frescura intelectual" do povo americano mas quando se deixam dominar por uma cultura de medo que os leva até a abdicar de liberdades fundamentais em nome de uma segurança que ninguém lhes pode garantir... como a nenhum outro país, porque as asneiras feitas até hoje foram tantas que levaram à situação actual do dito "terrorismo global" ... Já escrevi demais e tu já percebeste o que eu quero dizer. Bjslique
(http://mulher50a60.weblog.com.pt)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 24 de Outubro de 2004 às 11:54
João e tu achas que a gente, quero eu nesta dizer, este povinho, quer um Mayor (só o nome!! credo!!) inda por cima um bimbo lá dos states?!!! deixa lá estar estes que fecham túneis às 2 da matina e mais e mais e mais ...mas eu por mim prefiro andar a pé que ter um desses lá de fora... porra!!
E...ao que eu vinha era...como vai a história...anda lá na sejas enrolado..mexe nisso enrola
Abraço e bom domingoseila
(http://intervalos.blogspot.com)
(mailto:feet1@sapo.pt)
De Anónimo a 23 de Outubro de 2004 às 21:38
acho que tens muita razão no que dizes! é com muita pena que o digo mas nós ainda somos tão pequeninos em tanta coisa!myryan
(http://outrademim.blogs.sapo.pt)
(mailto:myryan@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Translate this blog to English

powered by Google