Sexta-feira, 30 de Julho de 2004

"Amicus certus in re incerta cernitur."

latim “O amigo certo manifesta-se na ocasião incerta.”

 

Há dias em que acordamos sem sentir o significado de cada uma das palavras que quisemos esquecer.

A vingança e a raiva são demasiado profundas para saber quem magoamos.

As loucuras que cometemos têm sempre uma razão, mesmo que ela não seja transparente.

As lágrimas que vertemos, a saudade que sentimos, nem sempre vêm do fundo do coração.

Os lugares que visitamos já mudaram quando lá voltamos uma segunda vez.

As rugas que ganhamos e que fazemos ganhar, fazem parte dos sulcos da vida que trilhamos, muitas vezes sozinhos, muitas vezes acompanhados.

Não ganhamos com a tristeza dos outros, qualquer sorriso na nossa face.

Não escolhemos os amigos, não escolhemos as mãos que nos amparam na dor e nas desilusões, elas aparecem simplesmente.

publicado por McClaymore às 14:36
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Anónimo a 13 de Setembro de 2004 às 09:02
Infelizmente a vida é assim mesmo......grande parte dos nossos erros são assim que acontecem...
Como disse J. Collins...grande parte dos nossos erros acontecem porque pensamos quando devíamos sentir e sentimos quando devíamos pensar.....
Beijocasinconfidente
(http://inconfidencias.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconfidencias@sapo.pt)
De Anónimo a 3 de Agosto de 2004 às 00:17
por raiva já fiz muita asneira, mas pq a raiva tinha os seus motivos, de nenhuma me arrependo.
e julgo que o arrependimento nao leva a lado nenhum, devemos é aprender a controlar a raiva!pandora
(http://pandora.blog.simplesnet.pt)
(mailto:pandora@simplesnet.pt)
De Anónimo a 31 de Julho de 2004 às 20:40
Olá e aqui tens uma amiga de volta! E uma amiga que entende muito bem o teu texto porque já se deixou levar por muitas raivas e agora só quer um pouco de paz e muita amizade. Beijoslique
(http://mulher50a60.blogs.sapo.pt/)
(mailto:lique2@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 17:05
Há dias assim...incertos. Há amigos também. E eu descobri que as palavras nos trazem amizades que desconhecíamos, que nascem apenas da comunhão de um mesmo prazer, da cumplicidade de nos lermos. Um beijo grandeinconformada
(http://palavrasapenas.blogs.sapo.pt)
(mailto:inconformada@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 16:19
Há dias assim, em que sem grande motivação, senão deixar passar o tempo, clicamos ao acaso só para saber o fim de uma frase, e encontra-mos um blog muito interessante, escrito em "bom" português em que as palavras dizem coisas, e tecem causas.
Parabens João Madeira, que o dia de amanhã te acompanhe sempre, e continues a blogar. Marmar
</a>
(mailto:marcm@sapo.pt)
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 16:06
De ferias (com alguns pecados) abraco do Medio Oriente (onde os teclados nao tem acentos nem cedilhas ehehe)spanishguittar
</a>
(mailto:silvaone71@hotmail.com)
De Anónimo a 30 de Julho de 2004 às 15:46


estamos todos no mesmo barco, não é?!...

abraçoDonBadalo
(http://oblogdalibelua.blogs.sapo.pt)
(mailto:DonBadalo@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Translate this blog to English

powered by Google