Terça-feira, 7 de Junho de 2005

É tudo uma questão de pulítica...

A crispação dos portugueses só é mesmo atenuada, pela toada constante de anedotas, uma das melhores que conheço é referente à política e esta, perdoem o plágio e os sacros ouvidos de alguns leitores, é bem velhinha, mas sempre actual e não poderei deixar de a colocar aqui:

 

“Certo dia, foi solicitado a um miúdo uma dissertação sobre “política”, traduzindo para a linguagem actual, um TPC (trabalho para casa). Confrontado com este invulgar pedido por parte do professor, pediu os bons favores do pai, homem esclarecido e sempre bem informado...

O pai pacientemente foi explicando ao filho:

-Bem na política temos o Governo, que como exemplo, aqui em casa pode ser a tua mãe, porque é ela que administra isto tudo. Eu posso ser o Capital, sou eu que trago dinheiro para casa…A Maria, a ama do teu irmãozinho pode ser a Classe Trabalhadora. Tu és o Povo e o teu irmão pequeno, é onde nós todos depositamos esperanças, portanto pode ser o Futuro da Nação…

-Pai agradeço imenso a tua explicação, mas ainda não compreendi nada de política.

-Olha meu filho, está na hora de te deitares, amanhã podemos falar melhor sobre o assunto.

Decorria a noite sem sobressaltos quando o nosso herói foi acordado pelo choro insistente do irmão mais novo.

Estremunhado, entrou no quarto do irmão, o cheiro que este exalava, não deixava muitas dúvidas sobre os queixumes do miúdo.

Ainda mal refeito daquele acordar intempestivo dirigiu-se para o quarto dos pais onde encontrou a mãe, sozinha e os ecos de um ressonar despreocupado.

Sem solução dirigiu-se para o quarto da ama do irmão. Aí encontrou um quadro que o deixou muito incomodado, o pai e a ama em altas cavalarias enrolados nos lençóis. De fininho sem se mostrar, reflectiu sobre a atitude a tomar e depois de uns minutos, decidiu-se a ir de novo para a sua cama.

Acordou, na sala já se tomava o pequeno almoço, o pai, como havia prometido, voltou à carga:

-Bem meu filho podemos outra vez falar sobre a Política?

-Já não é preciso pai. Ontem à noite tive um sonho que me deu a solução sobre aquilo que eu queria saber?

-E podemos saber então qual?

-Claro pai, então lá vai: enquanto o Governo dorme profundamente, o Capital fode a Classe Trabalhadora. O Povo é completamente ignorado e o Futuro da Nação está na merda…”

publicado por McClaymore às 12:11
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Anónimo a 8 de Junho de 2005 às 08:53
Esta é velhinha, mas completamente intemporal!Luna
(http://bohemiosdesocupados.blogs.sapo.pt)
(mailto:bohemiadesocupada@sapo.pt)

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Translate this blog to English

powered by Google