Quinta-feira, 14 de Julho de 2005

Terrorismo?

Eu tinha prometido a mim mesmo que a minha veia cínica ficava parada durante uns tempos. É difícil aguentar calado, quando a coberto de situações consideradas fundamentais, se consigam tomar medidas extravagantes e com objectivos obscuros.

Quem leu os livrinhos como eu li nas épocas de 80 sobre os perigos infindáveis que já se adivinhavam sobre o fundamentalismo que nessa altura se estava a formar, teria que começar a perguntar aos senhores que nos governam, quais as medidas que foram tomadas para minimizar os efeitos que já se previam e faziam sentir.

Os manuais da OTAN, já nessas décadas, falavam do perigo da tomada por grupos islâmicos radicais de governos até então considerados, do ponto de vista ocidental, de moderados.

Se leram ainda os manuais do Pacto de Varsóvia, verão neste momento no terreno que os bons alunos, tomaram o lugar dos mestres: “Mais vale um homem atrás da linha do inimigo, do mil à frente dele”.

Estas palavras são o culminar do que se está a passar na Europa. Os islamistas radicais mais não fazem do que por em prática as lições que receberam durante a “guerra fria”, tanto dadas pelos senhores da CIA, como do KGB.

Descuramos as nossas defesas ao não darmos a devida importância ao vazio de poder que se instalou depois da caída da URSS.

O terrorismo é a via fácil daqueles que a coberto de princípios, que só advogam para os outros, se escondem nas sombras.

O pior é o aproveitamento fácil dos governos ocidentais, que sob a capa de um pretenso poder que lhes foi confiado, quererem impor pela via legal, mecanismos de controlo até aqui considerados ilegais.

O controlo da Internet, das chamadas telefónicas e todo o tipo de comunicações, já era feito. O Dr. António Costa, durante a sua passagem por Bruxelas, fazia parte da Comissão instaladora. Ficou apenas como ele disse e muito bem apenas adormecida, os ataques terroristas servem apenas, mais uma vez para que os sistemas passem da obscuridade latente para a legalidade.

Aqui resta apenas uma pergunta, afinal quem são os terroristas?

São aqueles que deflagram as bombas ou aqueles que a coberto da morte de inocentes nos querem impor outras formas de terror?

Sim, porque o obvio está para acontecer, quem garante que a correspondência entre pessoas não vai ser violada posteriormente?

Quem me garante que aquilo que eu digo não vai ser revelado, mesmo com uma desculpa, de uma pretensa violação de segurança sem sentido?

Um caso mais estranho passou-se nos EUA, a coberto dessas mesmas normas de segurança, uma Agência Federal queria ter acesso ao código fonte de um programa que encriptava mensagens. O caso foi a tribunal e sobre as alegações da modesta Agência, fica apenas o registo: de que iam demorar muito tempo a descodificar as mensagens que fossem codificadas por aquele método, mas que não era para as lerem.

A resposta do Juiz, neste caso foi justa e imparcial, nem ele se acreditou na inocência da petição: não havia motivos para que a Agência tivesse acesso ao código fonte do programa, visto que se as mensagens não eram para ler, não havia nenhum motivo razoável para que ele lhes fosse facultado.

Resumindo, o caricato da situação era apenas o tempo que eles iriam perder a tentar arranjar um método para ler as mensagens, até um estúpido compreenderia isso.

Já agora vão guardar todas as mensagens e conversações que os cidadãos têm?

Porquê? Para quê? Quem as guarda? Quem tem acesso a elas?

E por fim, quando as apagam? E seu pedir o acesso a elas?

Já experimentaram como eu fiz, de pedir o registo das vossas chamadas a uma operadora?

Eu já o fiz, e não obstante elas admitirem publicamente que guardam esse registo, a operadora em questão, negou que o fizesse, e adiantou, mesmo que o fizesse eles não tinham autorização de as facultar, acho que isto chegaria para qualquer um começar a desconfiar das boas intenções das medidas que agora foram aprovadas.

publicado por McClaymore às 14:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds