Terça-feira, 24 de Maio de 2005

Calculadoras...

Como é possível não explicarem bem aos portugueses que o défice que tanto proclamam é o que vão deixar para o ano de 2006 e não o que encontraram?

 

Das duas uma ou este governo faz futurologia, o que é grave, porque tem os instrumentos todos para governar: maioria absoluta e orçamento rectificativo…

 

Ou então está a pensar não governar…o que é bem mais grave.

 

A ideia que o PS transmite e que a comissão do Banco de Portugal afirma, é que é esse o valor que está em cima da mesa se não forem levadas a cabo medidas correctivas durante o ano de 2005…

 

No meio disto tudo, para além do silêncio do Presidente da República, do 1º Ministro, da nossa Comunicação Social, e da dita Oposição, está o silêncio dos portugueses…

 

Depois temos a vernácula inteligência do Francisco Louça a funcionar: “O aumento do IVA vai levar a que a competitividade da indústria portuguesa diminua em virtude de aumentar os preços para a exportação…”

 

Mas que grande economista, deveriam explicar a este senhor que se eu aumentar o IVA de 12% para 19%, sobre a restauração, a única coisa que pode acontecer é o número de portugueses a almoçar em restaurantes, diminuir, hábito generalizado em maior parte dos países europeus…poucos se dão ao luxo de tomar refeições fora…

 

Para além disso, nas exportações não é cobrado IVA…

 

Fiquei sem saber o que ele queria dizer…como sempre, deveria ter estado calado e não dizer asneiras.

 

Mas as situações estranhas não ficam por aqui…

 

O Banco de Portugal a extrapolar o valor do défice? Onde já se viu isto?

 

Mas o mais estranho é ainda o número: 6,83%, porque não 6,84 ou mesmo 6,82%? E onde estão as contas?!?!?

 

Eu não as vi, viram-nas vocês?

 

E para finalizar, quando confrontado sobre as dívidas das autarquias, que deveriam ser incluídas neste bonito número, a resposta do Dr. Victor Constâncio é ainda mais misteriosa: “Na verdade deveríamos ter em conta que essas dívidas fazem parte do défice, mas não tivemos tempo nem mecanismos para as apurar.”

 

Então Sr. Dr. O que é que andou a fazer? Afinal em que é que ficamos? Vamos ter mais surpresas ainda?

 

Ou não interessa chatear agora os autarcas porque as eleições para esses cargos estão aí à porta?

 

Deveriam ainda ter reparado em três situações caricatas, o excelente economista que se encontrava entre o Eduardo Catroga e o Bagão Félix, deu-nos as pistas e aumentou os nossos temores:

 

“Quando confrontado com a ideia de que o Engº Guterres não me ia deixar avançar com as reformas, demiti-me…”

 

“Para além de achar estranho ser o Banco de Portugal a dar o valor do défice, já que existem outros para o fazerem, como por exemplo o Tribunal de Contas…Como é que chegaram um número que inclui decimas?”

 

“Sempre se soube que o défice eram os 6 virgula qualquer coisa, bastava fazer as contas e não incluir os itens que o governo anterior se serviu para garantir o Pacto de Estabilidade…Estava tudo lá, ninguém que estivesse ligado à economia poderia deixar isso em claro…”

 

Se este carapuço serve a alguém…Talvez, ao admirado Jorge Coelho, que esqueceu muito rapidamente que fez parte do governo do Engº António Guterres e agora qual dama ofendida vem ao terreiro dizer que os outros é que são os culpados...

 

P.S.: Por na lista do Pai Natal: 1 máquina de calcular para o Dr. Victor Constâncio…sem decimais. 1 máquina de calcular para o Jorge Coelho com decimais. 1 máquina de calcular para o 1º Ministro…científica.

publicado por McClaymore às 17:00
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Nova Casa…

. Nos bastidores da Guerra ...

. "Nada de novo na frente o...

. "Ladrão que rouba a ladrã...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Mãe, há só uma...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

. Crónicas de um Rei sem tr...

.arquivos

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Setembro 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds

Translate this blog to English

powered by Google